Advertisement

No Rio de Janeiro, mais de 5 milhões têm ofertas especiais para quitar dívidas, mas desconhecem benefícios

  • Mais de 2 milhões de cariocas têm ofertas de dívidas negativadas desconhecidas;
  • 51 milhões de consumidores nunca consultaram o CPF na Serasa, sendo que 20 milhões deles estão negativados;
  • Consumidores que desconhecem seus débitos têm 206 milhões de ofertas especiais à disposição;
  • Descontos oferecidos por 700 empresas credoras chegam a 99%;
  • Mapa da Inadimplência volta a registrar queda.

Junho de 2024 – Entre as 72 milhões de pessoas em situação de inadimplência no país, 28% desconhecem a existência de débitos em seu nome. Formam um contingente de 20 milhões de brasileiros que possuem ofertas de dívidas negativadas disponíveis para negociação - e não sabem que têm essa oportunidade.
 

Só no Estado do Rio de Janeiro, são mais de 5 milhões que desconhecem a possibilidade de renegociação e, dentro deste montante, mais de 2 milhões de cariocas podem buscar ofertas para suas dívidas negativadas, mas ainda não o fizeram.
 

Levantamento inédito da Serasa revela que 51 milhões de pessoas nunca consultaram a situação de seu CPF e, portanto, não estão cientes que têm contas atrasadas, parte delas já negativadas pelos credores. Esses consumidores que desconhecem seus próprios débitos têm 206 milhões de ofertas especiais para negociação, que podem ser visualizadas e pagas no site ou no aplicativo da Serasa.
 

Os descontos para essa multidão de devedores ocultos chegam a 99%, com ofertas dos mais diversos segmentos da economia, como bancos, securitizadoras (empresas que compram dívidas), comércio varejista, setor de serviços e telecomunicações, concessionárias de energia e água e outros.
 

“Se consultar o CPF com regularidade, o consumidor terá uma noção melhor de sua saúde financeira e evitará surpresas indesejadas”, sugere Aline Maciel, gerente da plataforma Serasa Limpa Nome, a maior do país. “Estar consciente de seus compromissos é passo fundamental para manter uma jornada financeira mais saudável, ciente do seu próprio histórico de crédito e das dívidas existentes em seu nome. Só assim é possível estabelecer um planejamento para regularizar as contas em aberto”, complementa a especialista.
 

Inadimplência tem nova queda

Após dois meses de alta, o principal indicador de inadimplência do Brasil registrou uma nova queda. Segundo o Mapa da Inadimplência e Negociação de Dívidas da Serasa, o mês de maio apresenta 72,5 milhões de brasileiros inadimplentes, uma redução de 1,20% em relação a abril. A queda em maio representa menos 884 mil nomes no cadastro de negativação.
 

O Estado do Rio de Janeiro registrou 7.459.452 inadimplentes, com um ticket médio de R$1480. O perfil do inadimplente carioca é de 48,2% homens e 51,8% mulheres, em sua maioria entre 41 e 60 anos (35,5%). Com relação aos segmentos, a inadimplência se concentra em utilities (35,13%), bancos/cartões (29,12%), e financeiras (16,99%).