Advertisement

Prefeitura de Volta Redonda forma quase 500 alunos pelas oficinas de Inclusão Digital

 


Certificados foram entregues na tarde desta terça-feira, 19, no Clube
Comercial

A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de
Assistência Social (Smas), entregou 477 certificados de conclusão das
oficinas de Inclusão Digital. As aulas, ministradas nos 27 Cras (Centros
de Referência de Assistência Social) e dois Centros de Convivência que
possuem Telecentro, são divididas em Informática Básica e Excel
Intermediário. As oficinas têm duração de seis meses, com aulas duas
vezes por semana. No primeiro semestre, outras 477 pessoas receberam o
diploma, totalizando 954 formandos em 2023.

A secretária de Assistência Social, Carla Duarte, parabenizou todos os
formandos. “O conhecimento da informática é fundamental para inserção no
mercado de trabalho nos dias de hoje. Fico feliz, porque estamos fazendo
a diferença, nem que seja um pouquinho, na vida de cada um de vocês. E,
é muito gratificante ver que estas oficinas, ofertadas nos Cras,
alcançam um público diversificado, atendendo desde as crianças até os
idosos. Parabenizo a todos pela formatura”, disse, lembrando que os Cras
oferecem outras oficinas profissionalizantes, também com turmas
semestrais.

A coordenadora de Inclusão Digital da Smac, Cláudia Villar, explicou que
as oficinas de Inclusão Digital têm como principal objetivo promover o
acesso à tecnologia computacional, aos quase 46 mil usuários atendidos
nos 32 Cras e nos três Centros de Convivência de Volta Redonda.

“É uma oportunidade para que a população tenha contato com computadores,
internet, podendo transformar estes conhecimentos em bens culturais,
sociais e emancipatórios. Os Cras e o Telecentro estão de portas abertas
para receber a todos e ajudar a muitos entrarem no mundo da
informática”, falou, cumprimentando os alunos que receberam os
certificados e os familiares que foram prestigiar a cerimônia,
agradecendo pela confiança.

O deputado estadual Munir Neto também cumprimentou os formandos e
reforçou a importância de aproveitar as oportunidades ofertadas nos
Cras. “Os cursos ofertados de graça nas unidades podem mudar a vida de
uma pessoa. E, no caso da informática há duas vertentes. Os mais novos
vão usar na escola ou no trabalho e os mais idosos ficam mais antenados
com as novas tecnologias e podem usar para facilitar o dia a dia”,
comentou, parabenizando a equipe de trabalho da Smas. “O trabalho da
Smas é de excelência e vem avançando a cada dia. E o dia de hoje é de
muita felicidade, pois o prefeito Neto voltou para casa”, informou o
deputado.

Também estavam na mesa que conduziu a cerimônia de formatura, a
subsecretária, Rosane Marques, a diretora do DPB – Departamento de
Proteção Social Básica, Raquel Marques Coutinho; a aluna Maria de Fátima
Coelho Teixeira, do Cras Santa Cruz, representando todos os formandos; o
técnico de Informática, Emerson Silveira, e o instrutor de Informática,
Daniel de Alcântara, representando os professores.

Os alunos Misael Antônio Gonçalves, do Centro de Convivência
Siderópolis; Eloah Caldas Ferreira e Samuel da Silva Lugão, do Cras Água
Limpa; Aparecida do Carmo Gomes Faria, do Cras São Carlos; Joana Cláudia
Barboza de Ferraz, CRAS Voldac; Yasmin Elias dos Santos, do Cras Verde
Vale e Vinicius Moraes de Carvalho, do Cras São Luis, foram selecionados
para receber os certificados das mãos das autoridades.  Os demais
pegaram o documento com os professores ao final da após a solenidade.

Nas oficinas de Inclusão Digital foram ministradas aulas de Informática
Básica, Pacote Office, Word, Excel Intermediário e PowerPoint.

A fisioterapeuta Lilian Caetano Serrão fez o curso em cinco meses no
Cras Água Limpa e ressaltou que antes só conhecia o Word. “Estou mais
preparada para o futuro e este curso vai ajudar nas planilhas e inserção
de dados nos programas de informática do meu setor de trabalho”, disse
ela.  Quem também comemorou a formatura foi a aluna Rosa Maria Barbosa,
de 53 anos, do Cras Vila Brasília. “Nunca tinha estudado informática e
logo que fiquei sabendo fiz questão de me inscrever. Este curso vai me
ajudar muito na minha vida”, afirmou.

Inscrições para as próximas turmas estão abertas

As inscrições para as turmas do primeiro semestre de 2024 das oficinas
de Inclusão Digital estão abertas. Podem participar das aulas de
Informática e Excel Intermediário pessoas a partir dos 10 anos de idade.
Os interessados devem procurar um dos 27 CRAS e os dois Centros de
Convivência (Siderópolis e Aero Clube) que possuem Telecentro.

São eles: Água Limpa; Açude; Belo Horizonte; Caieiras; Dom Bosco; Ilha
Parque; Jardim Ponte Alta; Mariana Torres; Monte Castelo; Nova
Primavera; Padre Josimo; Rústico; Retiro; Santa Cruz; Santo Agostinho;
São Carlos; São Cristóvão; São Luiz; São Sebastião; Siderlândia; Três
Poços; Verde Vale; Vila Americana; Vila Brasília; Vila Rica; Voldac e
Volta Grande.