Advertisement

Irineu Nogueira visita IPREVI

A construção de uma nova sede e a valorização dos colaboradores do IPREVI (Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Itatiaia) foram os dois principais assuntos discutidos pelo prefeito Irineu Nogueira, nesta sexta-feira (13/05), durante a visita do Chefe do Executivo à sede da entidade. O Diretor Presidente da instituição, Edson de Souza, contou que já existe um terreno, doado pelo governo municipal, para abrigar as futuras instalações. “O IPREVI já tem recursos destinados para a obra e solicitou a parceria da Prefeitura, dando apoio nas questões técnicas do projeto”, afirma Irineu.  

A direção do IPREVI informou que pretende pedir o arquivamento do processo administrativo da nova sede, devido a falhas técnicas que geraram entraves na tramitação da proposta. “O entendimento da nossa diretoria é de que o melhor a ser feito é iniciar um novo processo administrativo”, diz o Diretor Presidente, Edson de Souza.  

Edson destaca que o IPREVI tem um projeto de reforma administrativa pronto, para corrigir a defasagem salarial dos seus colaboradores. Segundo o Diretor Presidente, há uma dificuldade na permanência de novos funcionários. “Os aprovados nos nossos concursos e chegam até a participar de todo o processo de preparação para o trabalho, mas a questão salarial acaba não sendo um atrativo e muitos desistem. Os valores dos vencimentos do IPREVI hoje são menores do que os do Executivo e do Legislativo”, diz.  

O prefeito Irineu Nogueira, que encontrou no IPREVI o mais recente servidor aposentado - o primeiro da atual gestão -, Vicente Ferreira de Sá Neto, de 75 anos, lembrou que o trabalho da instituição é importante, pois lida com o patrimônio dos servidores, com a responsabilidade de cuidar do futuro de quem se dedicou durante anos à municipalidade. Ele salientou que a atual gestão estuda uma reforma administrativa e que pode incluir a proposta do IPREVI, que já está pronta, no projeto. “Pelas informações que recebemos o IPREVI tem gerido bem as finanças dos servidores, fazendo uma boa gestão de seus recursos”, conclui Irineu.